fbpx

O papel da manufatura aditiva na indústria 4.0.

O termo “Indústria 4.0” vem sido abordado e aplicado em várias discussões, e muitos estudiosos já o consideram uma realidade. A forma de se fazer indústria se reinventa constantemente e com isso ganha novas funções, novas ferramentas e expande seus horizontes, como é o caso da manufatura aditiva na indústria 4.0. 

Já é de conhecimento público que a manufatura aditiva consiste na tecnologia que através de vários procedimentos consegue criar uma infinidade de produtos tridimensionais que podem ser utilizados em várias áreas, como engenharia, medicina, indústria automobilística, robótica, entre tantas outras. Mas do que se trata o conceito de indústria 4.0?

No que consiste o conceito de indústria 4.0?

Antes de qualquer coisa, é fundamental entender todo o contexto histórico presente por trás do termo. Antes da indústria 4.0, houve também a 3.0, 2.0 e é claro, a 1.0, onde cada número corresponde a uma das quatro revoluções industriais que já ocorreram em nossa história. 

A primeira consiste na revolução ocorrida na Inglaterra por volta do ano de 1760 quando houve o surgimento das máquinas a vapor que alavancaram o que chamamos de indústria têxtil. Já a segunda revolução ocorreu na metade do século XIX, onde o crescimento se deu no setor automobilístico e modelos de trabalho como o fordismo nasceram. 

A chamada terceira revolução industrial aconteceu em meados da década de 1970 com o surgimento dos primeiros sistemas automatizados que até muito recentemente consistiam no que era de mais moderno no setor industrial. 

Seguindo essa lógica, é possível concluir que o conceito de indústria 4.0 se refere ao momento atual que pode ser chamado de “quarta revolução industrial”. O termo foi usado pela primeira vez em 2011 na cidade de Hanover, na Alemanha, e propunha uma visão mais futurista do que conhecemos como indústria e defendia que a tecnologia atual está revolucionando nosso modo de vida.

Isto é, dentro das inúmeras mudanças e reinvenções, a indústria está aderindo a muitas tecnologias para que essa constante evolução continue acontecendo. 

Esse é o caso da inserção e atuação da manufatura aditiva na indústria 4.0. 

Qual é o papel da manufatura aditiva na indústria 4.0?

O termo manufatura já possui ligação direta com o setor industrial, pois se refere às formas de se fabricar produtos, no caso da aditiva, esse processo é feito a partir dos procedimentos realizados por impressoras 3D. 

Isso faz com que a relação da impressão 3D na indústria 4.0 seja não só promissora como também fundamental para a evolução desse novo modelo de trabalho industrial, já que a tecnologia 3D pode ser uma grande aliada desde o momento da concepção da ideia até a fabricação final de produtos. 

Por que a manufatura aditiva pode beneficiar o processo de produção industrial? Além de ser uma tecnologia revolucionária e que pode atuar em todas as etapas do desenvolvimento de um produto, ela tem passado por um processo de popularização, ou seja, está deixando de ser algo exclusivo da comunidade científica e passa a ser usada para funções voltadas também ao público em geral.

Essa popularização acaba por gerar uma série de vantagens em aderir a manufatura aditiva na indústria 4.0, já que essa se tornou uma tecnologia mais acessível, resultando na economia de investimento sem que isso interfira na qualidade do serviço, além da praticidade de poder fabricar uma grande variedade de geometrias e materiais de uma forma rápida e eficiente, podendo impulsionar os resultados de um negócio. 

Dentre a imensa quantidade de tecnologias que são tendências para o novo modelo de se fazer indústria no século XXI, a manufatura aditiva promete ser uma das principais e das que mais trarão sucesso nesse momento da indústria 4.0. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *